A lua de Janeiro… e não só!

Nesta primeira lua de 2011 recebemos mais um excelente grupo de caçadores (Guanche, Michel, Nicko, Anibal, Miguel, António, Juan e Juan Miguel).
Pessoas respeitadoras e verdadeiros amantes da natureza, não se preocupando com os quilos de carne que poderiam colocar na arca, procuram apurar as suas técnicas, disfrutar da paisagem e da companhia… e do que a Terra lhes der!

Nos primeiros dias tivemos muito nevoeiro, quer de dia quer de noite, e chegámos mesmo a pensar se veriamos o Sol nos dias que por cá iriamos andar.

Com melhor ou pior tempo, e sempre que a visibilidade o permitia, deram-se alguns passeios pela zona da ZCT destinada á caça com armas de fogo. Bom para o fisico e excelente para abrir o apetite, em breve os resultados apareceriam

Guanche e uma bonita Raposa

Guanche e Nicko com uma Galinhola

Galinhola (Scolopax rusticola)

Anibal e Guanche com uma perdiz

Mas voltemos á lua, aos javalis e ás esperas…

Com os caçadores espalhados pela herdade, não houve uma única noite em que não se tivesse visto ou ouvido vários javalis, nos vários postos. Mas voltou a repetir-se a história dos ultimos meses. Tivemos varios javalis a tiro, de noite e de dia e pisteamos um, por várias horas, que acabámos por não conseguir encontrar. O tiro não foi no melhor local e o rasto de sangue era minimo! Michel ficou desolado! Já nos aconteceu a todos…
(Segundo o Michel, seria javali para ter uns 60/70kg)

Tivemos tambem um encontro de tal forma inesperado que ambos se assustaram! António e um javali que quase chocou com ele, cerca das 8h da manhã. De tal forma vinham os dois furtivos…

Desde Outubro de 2010 alvejamos os javalis por 7 vezes. 1 cobrado, 2 foram pisteados sem sucesso e houve 4 falhanços… lição a tirar destes numeros: mais treino!

Mas a caça é isto mesmo. É ouvir os javalis, é saber que ele está apenas a uma esteva de distancia mas não se mostra, é vê-lo passar fora do alcance de tiro… é estar-se inserido na paisagem e tentar não ser detectado por um animal que tem uma audição excelente e um olfato fabuloso e que ainda para mais está no seu meio, na sua casa, percorrendo os caminhos que conhece como ninguêm!

Para não variar, comeu-se bem e todos se divertiram.
Sem excepção, todos prometeram voltar a este local que alguns já apelidam de “casa”, pela beleza, liberdade e amizades que por aqui disfrutam.

Para terminar, aqui fica uma selecção das mais bonitas fotos capturadas pelas nossas cameras, em 4 locais diferentes, nesta última semana e meia.

Até breve!

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

6 Responses to A lua de Janeiro… e não só!

  1. manuel cheta says:

    Olá, Paulo, estou fascinado!
    Toda a sorte do MUNDO para ti e para a frente é que é caminho
    Um GRANDE ABRAÇO deste teu amigo

  2. Bordalo Velho says:

    Não hajam dúvidas, este couto na qualidade de caça selvagem ( perdiz, coelho, javali) é do melhor que há.

    Saúdações cinegéticas

    Bordalo Velho

  3. jorge peraza says:

    Paulo
    Increible como siempre el pasar unos dias en tu finca. He viajado por muchos sitios del mundo en busca de caza pero encontrar un sitio como el tuyo y de Abel es imposible. El tener la libertad de cazar como uno quiera no tiene precio.
    Ademas, la cantidad de jabalies que hay es impresionante. De 5 noches, las 5 tuve jabalies, incluso un rececho a un grupo aprovechando la luna, pero no pude tirar. Nos persigue la mala suerte para cobrar un jabali. Todos los del grupo quedaron encantados y por supuesto, quieren volver. Una pena que viva tan lejos, si no me tendrias mas a menudo alli, jejeje….
    Para mi, ir a ZCT es como estar en casa. Y desde que pueda vuelvo a ir porque animales hay y muchos!!
    Un abrazo para ti, para Carla, Abel y Cristina. Nos vemos pronto

    • Nicko says:

      Me uno a Guanche, Paulo.
      He tenido la gran suerte de pasar la Luna de Enero en compañia de este gran grupo, en esa maravillosa finca, de la cual es imposible no enamorarse. Ha sido divertido y emocionante. Yo he tenido dos oportunidades claras de tirar a dos jabalies diferentes. Pero el no tener el equipo totalmente a punto y por novato no consegui disparar a ninguno de los dos. Durante 5 dias he estado rodeado por jabalies cada vez que ocupaba un puesto. Solo estar en un paraje como ese, y tener la enorme emocion de tener a un enorme Jabali a menos de dos metros de ti, para mi ya es cazar…..matar es secundario. Y tengo clarisimo que la mala fortuna a tenido todo que ver para que no se hayan cazado mas jabalies, porque por falta de animales esta mas que justificado que no es. La finca esta a rebosar de jabalies, algunos tremendos ejemplares, que no lo ponen facil al arquero, haciendo uso de todas las astucias y artimañas posibles.

      Una vez mas, dar las gracias a todos mis compañeros de caza, el cual ha sido un grupo maravilloso y compenetrado y nos hemos divertido como niños. Gracias especialmente a Paulo, Abel, Carla y Cristina, siempre conseguís que nos sintamos como en casa!!!. Me fui con un gran deseo de volver….de volver muy pronto.

      Nicko

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s