A lua de Fevereiro

Nestes primeiros dias da lua de Fevereiro, Espanha esteve bem representada… Zamora, Cádiz, Madrid… independentemente dos kms percorridos, todos eles visam o mesmo objectivo: caçar e confraternizar.

E isso, meus amigos, foi o que aconteceu!

Julian, Miguel, Heraldo, Rafael, Julio e Carlos

As expectativas eram altas e apesar de na primeira noite se terem ouvido alguns javalis em varios postos, apenas o Miguel teve a sorte de os ver. Teve 2 javalis ao lado do cevadouro mas não lhe permitiram o tiro. Valeu pela descarga de adrenalina!

Na manhã seguinte demos uma volta pelos vários postos para que ficassem a conhecer a herdade. É do seu ponto mais alto que nos apercebemos da sua beleza e rápidamente entendemos o porquê de haver tantos animais. São muitos hectares de bosque cerrado de Azinheiras e Sobreiros, com muito mato, estevas e giestas.

Nada como uma boa sessão de treino antes do almoço

Tudo a postos para mais uma jornada

A noite trouxe-nos mais alguns momentos para recordar. O Heraldo, por exemplo, decidiu ir para perto de uma charca. Sentou-se no chão e esperou. Não passou muito até que um javali se aproxima-se pelas suas costas e quando se encontrava a poucos metros deu-lhe um valente ronco! Grande susto apanhou! É o que dá fazer esperas nas zonas de passagem dos javalis!

O Julio teve uma raposa no cevadouro, o Abel teve-os perto e por mim passaram por 3 vezes a poucos metros, mas não os cheguei a ver.

Quem teve oportunidade de os ver foi o Carlos. De os ver e não só! Pouco depois de escurecer entraram alguns javalis no cevadouro. Deixou os animais comer e atirou.
Chegou a casa algo desanimado por ter a sensação de que o tiro não foi perfeito. Talvez tenha sido um pouco atrazado…
Decidimos ir pistear o animal no dia seguinte, logo pela manhã bem cedo.

Assim o fizemos.

Desde cedo nos apercebemos que não iria ser fácil encontrar o javali. O sangue não era muito e a zona de mato bastante denso tambem não ajudava.

De realçar o trabalho do Carlos Cayuela e da sua cadela (Teckel) que pegou no rastro por várias vezes (apesar de se distrair outras tantas pela enorme quantidade de rastros de coelhos alí existentes) e da preciosa ajuda de todos quantos ajudaram a pistear este animal… tivemos de desistir passadas algumas frustrantes horas.

Foram mais uns dias bem passados na companhia de excelentes caçadores.
Uma vez mais, e sem excepções, todos prometeram voltar!

Para finalizar, uma pequena selecção de fotos tiradas nestes últimos dias.

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s